Criança avalia mal situação de perigo

mai 2019

Exemplos de acidentes

Erros próprios da idade

Circunstâncias do acidente:
Três crianças atravessaram, com as suas bicicletas, uma estrada municipal delimitada por árvores, para acederem à ciclovia que existia do lado contrário. Um outro rapaz de cinco anos pretendia também atravessar a estrada. O rapaz viu o automóvel que vinha da direita ao chegar à faixa de rodagem do mesmo. Tentou retroceder com a bicicleta e o guiador virou. Acabou por colidir com o automóvel.

Pessoas envolvidas no acidente:
Condutor do automóvel e rapaz que empurrava a sua bicicleta.

Consequências do acidente/ferimentos:
A criança sofreu ferimentos graves com o acidente e faleceu posteriormente no hospital.

Causa/problema:
O local do acidente era numa espécie de alameda. Devido à copa densa e fechada das árvores, ocorria uma variação de luz e sombras. Por esse motivo, a visibilidade do condutor do automóvel ficou fortemente dificultada. Pessoas com um vestuário de pouco contraste são difíceis de ver sob estas condições. Embora a criança tenha reconhecido o perigo do automóvel que se aproximava, tomou, devido à sua idade, a decisão errada: em vez de percorrer a curta distância até ao lado direito da estrada, voltou para trás. Com a pressa, o guiador da bicicleta virou, o que atrasou ainda mais o reflexo de fuga.

Possibilidades de prevenção, redução das consequências do acidente/abordagem às medidas de segurança rodoviária:
Devido à difícil visibilidade claro/escuro, não era possível para o condutor do automóvel evitar o acidente. Um assistente de travagem de assistência não baseado em vídeo com deteção de peões e ciclistas, provavelmente, poderia ter evitado este acidente.

Partilhar página