O seu navegador está desatualizado.

O Internet Explorer deixou de ser suportado. Por favor, utilize outro navegador, para uma melhor qualidade do website.

Em estradas com gelo, a sensibilidade é imprescindível

jan 2022

notícias e ações

Estrada de Inverno

Quem não quiser arriscar-se a derrapar em estradas invernosas, além de um veículo preparado para o inverno, precisa de uma boa dose de serenidade e de uma condução adequada. “As condições rodoviárias e meteorológicas podem alterar-se de um momento para o outro”, adverte Thomas Gut, especialista em acidentes da DEKRA. “Tenha sempre em atenção o que pode fazer sem correr riscos na situação atual. Utilize o pedal do acelerador e do travão com prudência e mantenha uma distância de segurança adequada.”

“Pelo menos, quando as temperaturas exteriores descem abaixo de quatro graus, exige-se maior prudência. Nessa altura, podem formar-se as primeiras camadas de gelo na faixa de rodagem.” As pontes e troços florestais frios, mas também cumes desabrigados e planaltos são especialmente perigosos. “Não menospreze os limites de velocidade e respeite o sinal de trânsito “Floco de neve”, que adverte para a formação repentina de gelo”, continua o perito.

Se as vias estiverem completamente cobertas de gelo ou neve, é necessária muita sensibilidade, tanto ao acelerar, como ao travar ou conduzir. Carregando cautelosamente no acelerador e conduzindo com o motor a baixa rotação, não se perde tão facilmente o controlo sobre as rodas. Pelo contrário, as manobras abruptas, por exemplo, ao travar ou conduzir, provocam facilmente a derrapagem do veículo. No entanto, em situações de emergência com veículos equipados com ABS, deve-se carregar energicamente no pedal do travão, para evitar uma situação descontrolada.

Além disso, as estradas escorregadias exigem a concentração absoluta dos condutores. “Não se distraia com o telemóvel ou o sistema de navegação”, avisa Gut. “A 50 quilómetros à hora, durante uma pequena distração de apenas dois segundos, o condutor percorre 28 metros “às cegas”. Numa faixa de rodagem com gelo, o perigo de acidente aumenta substancialmente.” Se a previsão meteorológica alertar para estradas escorregadias, é aconselhável planear mais tempo para as viagens de carro. “A pressa, a impaciência e uma condução enérgica são tóxicas para a segurança ao volante”, afirma o perito em acidentes. Em dias de intempérie extrema, por vezes, é aconselhável utilizar o comboio ou autocarro.

Partilhar página