O seu navegador está desatualizado.

O Internet Explorer deixou de ser suportado. Por favor, utilize outro navegador, para uma melhor qualidade do website.

Exemplo de boas práticas para alterações rodoviárias

nov 2020

Infraestructura

Gefahrenstelle Kreuzung
Antes das obras rodoviárias, a situação de tráfego revelavase muito complexa neste local, em particular para ciclistas.

Também no trabalho da segurança rodoviária, há que aprender com os sinistros, identificar os principais aspetos de risco e implementar melhorias. Comissões de acidentes multidisciplinares, como as que estão generalizadas na Alemanha e trabalham com eficácia, contribuem tanto como as autoridades e organismos responsáveis pela construção rodoviária, que possuem as liberdades de ação necessárias. Sem esquecer a vontade política de operar seriamente e também implementar o trabalho da segurança rodoviária.

Gefahrenstelle Kreuzung
Graças a uma orientação clara do tráfego velocipédico, a possibilidade perigosa de seguir em frente sem utilizar a passagem para peões é consideravelmente dificultada.

Se observarmos troços de estrada algum tempo após um acidente grave ou uma recorrência de acidentes, verificamos, muitas vezes, alterações construtivas. Tal aconteceu, por exemplo, após o acidente descrito na página 33entre um veículo pesado de mercadorias a virar à direita e uma condutora de uma pedelec. Através da colocação de sinais de trânsito e postes de barreira, assim como da marcação de uma linha branca na via para peões e ciclistas, é indicado aos ciclistas o caminho seguro. O atalho perigoso ao lado da passadeira, favorecido, na altura do acidente, pela conceção da infraestrutura, é assim impedido de forma sustentável.

Através desta solução pouco convencional, rápida e económica, o nível de segurança para ciclistas e peões aumentou, até que o cruzamento possa ser tornado ainda mais seguro na próxima obra possível.

Partilhar página