O seu navegador está desatualizado.

O Internet Explorer deixou de ser suportado. Por favor, utilize outro navegador, para uma melhor qualidade do website.

Implementação coerente do princípio do "shared space"

jun 2017

Infraestructura

Já há alguns anos que cada vez mais cidades europeias desenvolvem espaços de circulação selecionados de acordo com o princípio do "Shared Space". A ideia subjacente a este princípio é a de redefinir o trânsito dentro das localidades. Sempre que possível, abdicase dos semáforos, das sinalizações e das marcações. O objetivo é, neste sentido, alcançar, sem regras restritivas, uma alteração voluntária do comportamento de todos os utilizadores do espaço público. Ao mesmo tempo, pretende-se que todos os utentes da estrada estejam plenamente em pé de igualdade. Em novembro de 2005, por exemplo, inaugurou-se na cidade de St. Gallen, na Suíça, um grande lounge citadino como objeto urbano, com várias centenas de metros quadrados, a partir das ideias da artista Pipilotti Rist e do arquiteto Carlos Martinez. Na área entretanto denominada "Praça Vermelha", peões, ciclistas, motociclistas, automobilistas e, ocasionalmente, até carrinhas de entregas e camiões, partilham as mesmas rotas e existem zonas de descanso com móveis vermelhos. Implementar o princípio do "Shared Space" de forma mais coerente e visível é praticamente impossível.

Zonas pedonais como a "Praça Vermelha" foram integradas na legislação suíça relativa ao trânsito rodoviário já em 2002 como "zonas de encontro". Entretanto, foram já remodeladas na Suíça várias centenas de estradas e praças de acordo com este modelo de sucesso. Atualmente, também a França e a Bélgica já conhecem regulamentos idênticos.

Partilhar página