O seu navegador está desatualizado.

O Internet Explorer deixou de ser suportado. Por favor, utilize outro navegador, para uma melhor qualidade do website.

Líquido limpa-vidros de inverno inadequado para a primavera e o verão

mar 2022

notícias e ações

O líquido limpa-vidros errado pode representar um risco para a segurança

Os condutores têm de manter uma visibilidade perfeita em todas as situações. A obstrução da visibilidade por sujidade ou marcas de água no limpa para-brisas são possíveis fontes de distração para o condutor e podem aumentar o perigo de acidente, avisam os peritos da DEKRA. “Agora, no período sem geadas da primavera, é aconselhável voltar a usar o líquido limpa-vidros de verão, uma vez que a composição da sujidade no para-brisas sofre uma alteração significativa nos meses mais quentes”, diz Thilo Kunst, especialista em química automóvel na DEKRA. A fórmula de verão combate eficazmente a sujidade típica do verão, que se caracteriza principalmente por resíduos de insetos que contêm proteínas. Os produtos de limpeza de inverno à base de solventes, com substâncias anticongelantes, são menos ou nada adequados para este tipo de sujidade e deixam frequentemente uma película lubrificante perigosa nos vidros.

“A utilização de um líquido limpa-vidros inadequado ou de apenas água no reservatório do líquido limpa-vidros pode representar um verdadeiro risco de segurança”, adverte Kunst, o especialista da DEKRA. “Especialmente durante a noite ou quando o sol está mais baixo, a contraluz que incide sobre um vidro para-brisas sujo pode causar um efeito de dispersão da luz, prejudicando a visibilidade do condutor e, consequentemente, aumentando o perigo de acidente”. O especialista recomenda que se utilize todo o líquido limpa-vidros de inverno ainda existente no reservatório antes de se mudar para a fórmula de verão.

O líquido limpa-vidros errado pode representar um risco para a segurança

Por norma, é possível misturar as fórmulas de verão e de inverno. Contudo, em determinadas circunstâncias podem ocorrer floculações, por exemplo, se uma mistura não resistente a água dura for adicionada ao reservatório e neste ainda existir uma grande quantidade de concentrado diluído com água canalizada dura. Se preferir jogar pelo seguro, durante o período transitório também pode recorrer a produtos adequados para todas as estações do ano, com uma proteção anticongelante mais reduzida. Estes também oferecem uma limpeza de boa qualidade durante o verão e, ao mesmo tempo, asseguram a proteção contra geada durante o inverno. O especialista da DEKRA não aconselha a adição de detergentes da loiça e de outras soluções caseiras no reservatório do líquido limpa-vidros: “Produtos de limpeza inadequados podem danificar a pintura ou os componentes de plástico da viatura, descolar os materiais e causar fissuras de tensão no policarbonato dos faróis.”

Para garantir uma boa visibilidade, também é essencial que os limpa para-brisas funcionem na perfeição. Por norma, os limpa para-brisas sujos podem ser muito facilmente limpos com água e um pano limpo. No entanto, se as escovas dos limpa para-brisas tiverem ficado porosas ou quebradiças durante os meses do inverno e se estas deixarem marcas ou limparem apenas uma parte do campo de visão, é necessário substituí-las. Nos centros de inspeção na Alemanha, as escovas dos limpa para-brisas ineficazes ou um sistema de lavagem dos vidros com defeito são classificados como uma deficiência grave que tem de ser corrigida para que o veículo possa ser aprovado na inspeção.

“Fogging” ou “Magic Dust” é o nome de outro efeito que pode prejudicar a visibilidade. Se o interior do vidro para-brisas não for limpo regularmente, pode formar-se uma fina película de sujidade opaca composta por fumo de cigarro, vapores de plástico ou sujidade que, muitas das vezes, passa despercebida ao condutor durante muito tempo.Se o interior do vidro para-brisas não for limpo regularmente, pode formar-se uma fina película de sujidade opaca composta por fumo de cigarro, vapores de plástico ou sujidade que, muitas das vezes, passa despercebida ao condutor durante muito tempo. Isto também reduz a translucidez e pode facilmente causar efeitos de luz indesejáveis no vidro para-brisas.

Partilhar página