Melhor segurança de todos os utentes da estrada

jun 2018

Tecnologia automóvel

Quer seja dentro das localidades, nas estradas nacionais ou na autoestrada, cerca de 90 % de todos os acidentes rodoviários são provocados pelo envolvimento do fator humano nos veículos de transporte de mercadorias. Aqui, os sistemas de assistência ao condutor e as funções de condução autónomas proporcionam um grande potencial de segurança também nos veículos utilitários, na medida em que previnem os erros humanos ou reduzem as suas consequências. Os peritos em veículos utilitários das mais diversas instituições também esperam que o alto potencial de prevenção de acidentes seja exercido também no Platooning de veículos, ou seja, na condução altamente autónoma do comboio de veículos por rede digital.

De acordo com as informações do Serviço Federal de Estatística, em 2016 na Alemanha, 32 352 condutores de veículos de mercadorias envolveramse em acidentes rodoviários que provocaram feridos – isto já foi abordado no capítulo “Acidentes”. Quase metade deste número foi contabilizado em acidentes no tráfego de longa distância (15.021), enquanto o virar/cruzar surge em segundo lugar, com 5376 envolvidos. É percetível, entre outros aspetos, que do total de mais de 32 000 envolvidos, mais de 15 400 envolveram-se em acidentes ocorridos com um transportador com até 3,5 toneladas de peso total admissível. Os veículos pesados com mais de 3,5 toneladas representavam quase 8100 dos envolvidos e cerca de 7600 para os tratores com semirreboque. Quase 49 % dos condutores estiveram envolvidos em acidentes dentro das localidades, mais de 27 % em acidentes em estradas nacionais e quase 25 % em acidentes nas autoestradas.

Os acidentes dentro das localidades foram dominados por colisões traseiras e colisões em cruzamentos (em conjunto, representam mais de 50 %), nas estradas nacionais, colisões traseiras e colisões com veículos que se aproximaram representaram quase 50 % e nas autoestradas as colisões traseiras ocupam o primeiro lugar, com mais de 50 %. Como o Serviço Federal de Estatística clarifica, pouco menos de 60 % de todos os condutores de veículos pesados de mercadorias foram a principal causa de acidentes, que envolveram feridos. Quase 65 % dos condutores de veículos pesados de pequenas dimensões foram a principal causa de acidente e cerca de 50 % representaram os condutores de veículos articulados. Em comparação, os condutores de veículos ligeiros representam cerca de 55 % das causas principais de acidente.

Partilhar página