O seu navegador está desatualizado.

O Internet Explorer deixou de ser suportado. Por favor, utilize outro navegador, para uma melhor qualidade do website.

Em equipa para uma maior segurança rodoviária

fev 2020

notícias e ações

Road Safety Exchange

“Road Safety Exchange”: é este o nome de uma nova iniciativa da UE para aumentar a segurança rodoviária. Doze países da UE pretendem aprender uns com os outros e transmitir os seus conhecimentos entre eles. Contexto: apesar de as estradas da Europa já estarem entre as mais seguras do mundo e tenham sido feitos grandes progressos nas últimas décadas, ainda existem muitas mortes e ferimentos graves na UE. Em 2018, mais de 25 000 pessoas morreram em acidentes rodoviários. Este número representa uma descida de 21% em relação a 2010, porém, é apenas 1% menor do que o de 2017.

Uma vez que nem todos os Estados-Membros da UE estão ao mesmo nível em termos de segurança rodoviária, esta iniciativa de três anos destina-se sobretudo à partilha de experiências entre especialistas em circulação rodoviária da Bulgária, França, Grécia, Irlanda, Lituânia, Holanda, Áustria, Polónia, Portugal, Roménia, Suécia e Espanha. É liderada pelo Conselho Europeu de Segurança Rodoviária (ETSC), que colabora com especialistas em circulação rodoviária de toda a UE há vários anos.

Relativamente à iniciativa, o Diretor Executivo do ETSC, Antonio Avenoso, explicou: “Como funciona a segurança rodoviária? Os especialistas são aconselhados sobre este tema e, posteriormente, transmitem os modelos de sucesso aos seus próprios países. Estamos muito satisfeitos com o reforço da equipa e mal podemos esperar para ver resultados concretos.” Limites de velocidade, infraestrutura segura, uma aplicação mais eficaz das regras de trânsito, recolha de dados e segurança de peões e ciclistas nas cidades são apenas algumas das áreas em que os especialistas em circulação rodoviária dos doze países participantes pretendem obter mais informações.

“Só poderemos alcançar a Visão Zero – zero mortes e feridos graves nas nossas estradas até 2050 – em conjunto, em parcerias e através da transmissão de experiências”, afirma Violeta Bulc, Comissária europeia dos transportes. A iniciativa conta com um vasto apoio político e une os especialistas numa partilha de experiências de longo prazo.

Partilhar página