O seu navegador está desatualizado.

O Internet Explorer deixou de ser suportado. Por favor, utilize outro navegador, para uma melhor qualidade do website.

Veículo ligeiro de passageiros colhe condutora de pedelec

nov 2020

Exemplos de acidentes

Travessia de uma estrada nacional

Circunstâncias do acidente:
Uma condutora de uma pedelec, de 78 anos, e o seu marido, que circulava igualmente numa pedelec, pretendiam atravessar uma estrada nacional. Ao chegarem à mesma, pararam primeiro para observar o trânsito. Enquanto o marido esperou, a condutora da pedelec continuou e foi colhida por um veículo ligeiro de passageiros que vinha da direita a grande velocidade e tinha prioridade. A condutora da pedelec caiu sobre o capot e entrou pelo para-brisas do veículo ligeiro de passageiros com os ombros e a cabeça. A pedelec ficou presa na dianteira do veículo ligeiro de passageiros e foi arrastada. Posteriormente, o veículo ligeiro de passageiros saiu da faixa de rodagem para a direita e colidiu com o tronco de uma árvore. Com este impacto, a condutora da pedelec foi projetada para a frente, para a sua posição final.

Pessoas envolvidas no acidente:
A condutora de uma pedelec e o condutor de um veículo ligeiro de passageiros

Consequências do acidente/ferimentos:
A condutora da pedelec sofreu ferimentos fatais e morreu ainda no local do acidente. O condutor do veículo ligeiro de passageiros ficou gravemente ferido.

Causa/problema:
A causa do acidente foi um erro de avaliação da situação de tráfego por parte da condutora da pedelec. Esta entrou na zona de perigo, ou seja, a via de trânsito do veículo ligeiro de passageiros, um segundo antes da colisão. Além disso, constatou-se que o condutor do veículo ligeiro de passageiros seguia a 75 a 85 km/h em vez da velocidade permitida no local de 70 km/h.

Possibilidades de prevenção, redução das consequências do acidente/abordagem às medidas de segurança rodoviária:
O acidente poderia ter sido evitado, se a condutora da pedelec tivesse reagido ao veículo ligeiro de passageiros que vinha da direita e aguardasse em conformidade. Para o condutor do veículo ligeiro de passageiros, a colisão não poderia ter sido evitada mesmo em caso de cumprimento da velocidade permitida no local. No entanto, a colisão subsequente contra a árvore teria sido totalmente evitada. Consequentemente, o risco de ferimentos para o condutor do veículo ligeiro de passageiros teria sido significativamente inferior.

Esquema do local da colisão
Esquema do local da colisão
Partilhar página