O seu navegador está desatualizado.

O Internet Explorer deixou de ser suportado. Por favor, utilize outro navegador, para uma melhor qualidade do website.

Velocidade excessiva

mai 2019

Exemplos de acidentes

Ultrapassagem de autocarro escolar

Circunstâncias do acidente:
Um automóvel ultrapassou um autocarro escolar parado com as luzes de emergência ligadas, a uma velocidade de 45 a 50 km/h. À frente do autocarro, um rapaz de doze anos atravessou de repente a faixa de rodagem a correr. O condutor do automóvel já não conseguiu travar e desviar-se atempadamente, colhendo o rapaz com a parte lateral do veículo e deixando- o gravemente ferido.

Pessoas envolvidas no acidente:
Condutor do automóvel, rapaz a pé

Consequências do acidente/ferimentos:
O peão ficou gravemente ferido em resultado da colisão.

Causa/problema:
O autocarro escolar parado representava um obstáculo visual. Em tais situações, deve contar-se com a possibilidade de os passageiros que saem do autocarro atravessarem a estrada atrás ou à frente do autocarro. Nestes casos, deve prestar-se especial atenção às crianças, pois não são capazes de avaliar corretamente o perigo. De acordo com o artigo 20.º do código da estrada alemão (StVO), o tráfego junto de um autocarro parado numa paragem com as luzes de emergência ligadas apenas pode circular em ambos sentidos a uma velocidade muito lenta.

Possibilidades de prevenção, redução das conse- 6 quências do acidente/abordagem às medidas de segurança rodoviária:
Teria sido possível evitar totalmente o acidente se a velocidade permitida tivesse sido cumprida. Um assistente de travagem de emergência moderno com deteção de peões não teria tido qualquer resultado positivo nas consequências do acidente, dada a velocidade de condução registada. O rapaz poderia também ter evitado o acidente se tivesse parado no canto esquerdo dianteiro do autocarro, observado devidamente o trânsito e atuado em conformidade. Desse modo, também ficaria visível para o condutor do automóvel. Idealmente, o rapaz deveria ter esperado que o autocarro partisse novamente, para depois poder atravessar a estrada sem limitações da visibilidade.

Partilhar página